logo cnh5

Atlantis Cup já navega ao sabor do vento - 1ª Etapa BMW/Autoaçoriana

Os veleiros que integram a frota Atlantis Cup 2014 (http://ac2014.cnhorta.org) partiram esta tarde de Santa Maria rumo a São Miguel. A competição, que passa por 4 ilhas do arquipélago dos Açores, promete ser forte.

Texto: Fúlvia Almeida – Mar de Histórias
Fotos: Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
27-07-2014

Vila do Porto, na lha de Santa Maria (Açores) foi o ponto de partida da 26ª Atlantis Cup – Regata da Autonomia. Eram 15h00 quando os veleiros deixaram a apelidada ilha do sol rumo a Ponta Delgada, onde termina a primeira etapa desta travessia oceânica – Etapa BMW/Autoaçoriana.



Pela frente os vinte e um (21) veleiros participantes têm 57 milhas náuticas em pleno oceano Atlântico. Estima-se que os primeiros barcos cortem a linha de chegada em São Miguel por volta das 23h00 de hoje.

À hora da largada, em Santa Maria o vento rondava os 9 nós, de quadrante sul. O primeiro veleiro a rondar a baliza de desmarque foi o Marina de Cascais – Giullieta de Alexandre Kossack, seguido do XCape de Luís Quintino, um barco novo, que se estreia nesta Atlantis Cup. O terceiro a rondar a bóia foi o Altitudes 2 de Tiago Matos. Seguiram-se o Rift de Carlos Moniz e o Air Mail de Luís Decq Mota.

Este ano o nível competitivo da Atlantis Cup promete ser bastante forte, tendo em conta a qualidade dos veleiros em prova e a boa preparação da maior parte das tripulações, algumas com velejadores profissionais. A bordo do Marina de Cascais está Miguel Nunes, campeão do mundo de 420, vice-campeão mundial de 470 e com quatro participações nos Jogos Olímpicos, todas com diploma (com classificação igual ou acima do 8º lugar). Esta será, no entanto, a primeira travessia oceânica da tripulação comandada por Kossack, que durante cerca de 6 meses esteve a adaptar o barco para a aventura açoriana.

Por outro lado, há quem não tenha olímpicos a bordo mas conta com a experiência e o conhecimento adquiridos em edições anteriores da Atlantis Cup, o que pode ser uma mais-valia na luta pela vitória.

A frota Atlantis Cup integra este ano velejadores vindos de 3 continentes: Europa, Ásia e América. “Nós, eu e a minha tripulação, fizemos 26 horas de voo só para estarmos aqui. Estamos em representação do Royal Club Hong Kong. O barco em que competimos é alugado e por isso esta primeira perna servirá para nos habituarmos a ele. Vamos ver como corre, mas de qualquer forma estar aqui neste ambiente já valeu a viagem”, conta Luís Melo, skipper do Insula.

A regata conta ainda com competidores oriundos de norte a sul do continente português, do arquipélago da Madeira e de várias ilhas dos Açores.



Na edição de 2014, doze barcos competem na classe ORC – Offshore Racing Congress e os restantes nove em OPEN (classe que não está sujeita aos ratings).

A segunda etapa desta competição tem início marcado para o próximo dia 30 de Julho e liga Ponta Delgada a Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira. A última etapa, entre Angra e Horta, arranca a 02 de Agosto. A prova termina no Faial, com o habitual jantar de entrega de prémios, no dia 05.

A organização da Atlantis Cup – Regata da Autonomia é do Clube Naval da Horta, que conta com diversos apoios: Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Direcção Regional de Turismo, Clube Naval de Ponta Delgada, Angra Iate Clube, Clube Naval de Vila do Porto, Câmara Municipal da Ponta Delgada, Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Câmara Municipal da Horta, Câmara Municipal de Vila do Porto, Administração dos Portos dos Açores SA e Capitanias do Porto de: Vila do Porto, Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Horta.

A Atlantis Cup tem como grande patrocinador a Liberty Seguros. A BMW/Autoaçoriana, a Quinta dos Açores e a NÓS Açores também se juntaram a esta edição como patrocinadores.

Para mais informações contactar:
Mar de Histórias:
Tel. 914602922
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
www.mardehistorias.pt