André Serra, Vice-Campeão de Portugal de Optimist 2014: “Só me interessa lutar pelo primeiro lugar, pois há 2 anos que sou Vice-Campeão”

Treinador Joao Vidinha e Vice Campeao Portugal Optimist 2014 CNCascais 3 20 03 2015
O Treinador João Vidinha e o Vice-Campeão André Serra, do Clube Naval de Cascais, explicam o que pretendem deste EDP - X Campeonato de Portugal de Juvenis

Fotografia de: Cristina Silveira


O Vice-Campeão de Portugal de Optimist 2014, André Serra, chegou ao Faial esta sexta-feira, dia 20, acompanhado do seu Treinador, João Vidinha. Vem participar no EDP - X Campeonato de Portugal de Juvenis, que decorrerá na ilha, de 24 a 28 deste mês.


Este Campeonato é uma iniciativa da Federação Portuguesa de Vela (FPV), promovida pela Associação Regional de Vela dos Açores (ARVA), organizada pelo Clube Naval da Horta (CNH), que conta com o patrocínio da EDP e o apoio da Fidelidade.

Serão quatro dias de prova – quarta, quinta, sexta e sábado (dias 25, 26, 27 e 28) – sendo que a terça-feira, dia 24, será dedicada a medições e outros preparativos.

Foi com simpatia que ambos acederam falar ao Gabinete de Imprensa do CNH sobre o título, o percurso e os sonhos nesta modalidade.

André Serra, atleta do Clube Naval de Cascais - OZ Energia, tem 14 anos de idade e frequenta o 9º ano de escolaridade. Há 2 anos consecutivos que ocupa o 2º lugar do pódio, por isso afirma que agora só lhe interessa o título de campeão até, porque, este é o último ano em que está neste escalão.

 

Andre Serra Vice Campeao Portugal Optimist 2014 1
André Serra: “Em termos de competição, o meu desporto sempre foi a Vela”

Fotografia de: Ricardo Pinto
Retirada de: https://www.facebook.com/CNCOptimistSailingTeam


Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Como começou o teu percurso na Vela?
André Serra: O meu pai quando era pequeno praticava Vela e por isso começou a incutir-me o gosto por este desporto. Comecei a praticar com 5/6 anos de idade, depois interrompi durante 2 anos e há cerca de 6 anos que voltei à Vela.
O meu irmão Tiago Serra, que é mais velho do que eu, também pratica Vela.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Já praticaste outros desportos?
André Serra: Sim, andei na Natação e no Judo, mas em termos de competição, o meu desporto foi sempre a Vela.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Porquê?
André Serra: Porque gosto de um desporto ao ar livre e não em espaços fechados. Também gosto muito do mar.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: És Vice-Campeão há 2 anos consecutivos. O que correu menos bem para que tenhas ficado mesmo ao lado do primeiro lugar?
André Serra: Falta de concentração. Penso que posso controlar este aspecto e é isso que vou tentar fazer agora.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Quais são as tuas ambições para este EDP - X Campeonato de Portugal de Juvenis?
André Serra: Ficar em primeiro lugar, pois esta é a minha última oportunidade para chegar à vitória, já que no próximo ano mudo de Classe.

 

Andre Serra Vice Campeao Portugal Optimist 2014 2
André Serra: Esta é a minha última oportunidade de ser Campeão de Portugal de Optimist”
 
Fotografia de: Ricardo Pinto
Retirada de: https://www.facebook.com/CNCOptimistSailingTeam


Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Quem é que consideras favorito?
André Serra: Qualquer um dos meus adversários, e são muitos! Qualquer um pode vir a ser o vencedor.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Conheces o nível dos velejadores nacionais e regionais?
André Serra: Conheço melhor o nível dos meus adversários da Região Centro, que é aquela à qual pertenço. O dos outros, conheço mais ou menos. Quanto aos Açores e Madeira, conheço pouco.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: O facto de não conheceres as condições do Campo de Regatas deste Campeonato pode prejudicar-te?
André Serra: Não considero isso, porque acontece o mesmo a quase todos os outros velejadores deste Campeonato. Não pode ser tido como uma desculpa para não conseguir bons resultados.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Consideras que a Vela contribuiu para mudar a forma como encaras a vida?
André Serra: Os desportos desenvolvem a capacidade de querer ganhar, querer ser o melhor, no fundo criam em nós o espírito de competitividade.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Pensas fazer da Vela uma carreira?
André Serra: Enquanto for possível, vou praticar Vela. Estou indeciso quanto ao meu futuro profissional. Gosto da área de Ciências.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Fazes sacrifícios pela Vela?
André Serra: Quando fazemos algo de que gostamos, como é o caso, nunca é sacrifício. Naturalmente que cansa, mas vale a pena. Compensa.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: A Escola tem sido prejudicada por causa da Vela?
André Serra: Por causa do Mundial, este ano tive de baixar um pouco a média na Escola, mas sempre tirei boas notas. Pertenci ao Quadro de Excelência no 5º, 6º e 7º anos. Quando tenho competições mais importantes, tenho de me dedicar mais à Vela.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: É possível fazer amigos neste desporto?
André Serra: Sim, mas é preciso separar as águas. Em terra pode haver brincadeira, mas no mar impera concentração. Em prova é para ganhar. Não há amigos dentro da água. Se estiver a falar de um grande amigo, quando estou em prova e passo por ele, em vez de mandar um prego, ou seja, tapar o vento, há sempre o sentimento de não o prejudicar. Posso não ajudá-lo, mas certamente que também não o vou prejudicar.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Já pertenceste a outros Clubes?
André Serra: Sim, ao Clube de Portimão e ao Clube de Vela de Lagos, quando residi nessa zona do país.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Como defines o teu Clube?
André Serra: O Clube Naval de Cascais tem condições e é um clube privilegiado na sua localização, pois está perto do mar.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: E o Treinador?
André Serra: É exigente, mas um treinador que não se preocupe connosco, não é um bom treinador. Gosto dele, porque está sempre a puxar por nós. Dá-nos conselhos para irmos melhorando e considero que fazemos uma boa equipa.


Treinador João Vidinha: “Velejar é uma arte e dá-me muito prazer tentar transmitir essa arte às crianças”

Treinador Joao Vidinha 1 20 03 15
João Vidinha: “Espero que o André dê o seu máximo, pois foi para isso que temos treinado”

Fotografia de: Cristina Silveira


João Vidinha afirma-se como alguém positivo e lutador, que faz da Vela um ideal de vida. Tem 27 anos e há 8 que se dedica a treinar. Começou por praticar Optimist e Laser e se o deixarem, quer dedicar-se de corpo e alma à Vela e ao seu clube do coração: o Naval de Cascais. É Treinador de André Serra desde há 3 anos, num grupo de 12 velejadores.
Quanto ao grau de exigência, refere que puxa “um bocadinho” pelos seus atletas, mas alerta que não se pode fazer tudo de uma vez, para não desmotivá-los.  


Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: O que espera deste Campeonato?
João Vidinha: Que o André dê o seu máximo, tendo em conta que há 2 consecutivos que detém o título de Vice-Campeão. E sendo esta a sua última época na Classe Optimist, a ambição dele é o primeiro lugar. Foi para isso que trabalhámos este ano. Treinámos para ele lutar pelo primeiro lugar. Nesta situação, não interessa novamente um segundo lugar. Está agora nas mãos dele demonstrar o trabalho que foi feito durante este ano.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Como é que o define enquanto velejador?
João Vidinha: É um bom velejador e uma pessoa dedicada nos treinos, mas tem um problema na parte da concentração. Por isso, treinamos. É um forte candidato ao título de campeão. É fácil de trabalhar com ele.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Como é a sua equipa?
João Vidinha: Somos uma equipa de 12 velejadores. Há pouco tempo para chegar a todos, por isso fazem-se esforços grandes para conseguir treinar todos, embora cada um tenha um nível diferente.
Aproveito para referir que a equipa do Clube Naval de Cascais é patrocinada pela OZ Energia.

Equipa Clube Naval Cascais
A equipa do Clube Naval de Cascais é patrocinada pela OZ Energia

Fotografia retirada de: https://www.facebook.com/CNCOptimistSailingTeam


Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: A Vela é muito importante para si…
João Vidinha: Muito! Comecei a praticar Vela aos 7 anos de idade e fiz Vela de Alta Competição. Quando entrei na Faculdade tive de abdicar, mas para compensar, ia dando umas aulas em regime de part-time. Quando acabei a Licenciatura – numa área que não tem nada a ver com desporto – a Vela tornou-se algo de mais sério na minha vida e enveredei por uma carreira como Treinador. É assim que pretendo fazer a minha vida profissional. O que mais me realiza é ser Treinador a tempo inteiro.

Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta: Porquê?
João Vidinha: Enquanto Treinador, o que me fascina é poder transmitir certos valores e conhecimentos aos mais novos. É diferente de ser professor, porque velejar é uma arte. E dá-me muito prazer tentar transmitir essa arte às crianças. Estamos todos os dias a aprender com elas, o que é muito enriquecedor, fazendo-nos crescer e evoluir.