Les Sables-Horta-Les Sables: largada da 2ª perna hoje pelas 17 horas

“Está marcada para as 17 horas desta sexta-feira, dia 14, a largada da baía da Horta da 2ª etapa da Regata de Vela Oceânica Les Sables/ Horta/Les Sables (SHS-2017), prova de alta competição destinada a navegadores profissionais, que congrega 18 embarcações da Class'40 e equipas duplas, de 8 nacionalidades diferentes, em representação de França, Itália, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Finlândia, Omã e Japão”, pode ler-se numa Nota remetida ao Gabinete de Imprensa do CNH pela equipa da  HortaNautic.

“A Comissão Náutica Municipal da Horta convida os jornalistas a acompanharem a partida desta desta importante prova náutica internacional (a segunda mais relevante em 2017 em todo o mundo, entre um total de 13 em agenda, para os veleiros desta Class'40, de 12 metros de comprimento, somente suplantada pela Transat Jacques Vabre, que em novembro próximo ligará França ao Brasil).

Entre os participantes nesta competição contam-se Sidney Gavignet (Oman Sail), três vezes participante na Volvo Ocean Race e Jean Galfione (Serenis Consulting), campeão olímpico em 1996 (Atlanta, EUA) no salto em altura, campeão do mundo, na mesma especialidade do atletismo, em 1999, e nove vezes campeão de França, também naquela disciplina, em seis ocasiões ao ar livre e três em recinto coberto.

Para acompanhamento da largada da SHS-2017 estão reservados lugares em diferentes embarcações que se deslocarão para o campo de regata, podendo os jornalistas embarcar logo a seguir à saída do Pontão C da Marina da Horta de todos os 18 iates da regata, o que se espera aconteça entre as 15 e as 15h30”.

Retrospetiva dos últimos dias

A Nota de Imprensa da HortaNautic datada do dia 11 do corrente, dava conta de que já se encontravam na Marina da Horta” todas as 18 embarcações que participam na 1ª etapa da 6ª edição da Les Sables-Horta-Les Sables, Regata de Vela Oceânica, com o cunho da Federação Francesa de Vela, para a Classe 40, envolvendo um total de 45 velejadores de 8 nacionalidades diferentes.

A última dupla a entrar na Baía da Horta foi a equipa gaulesa Stéphane Bry/Rodolphe Sepho, a bordo do SPM Gwada, já na madrugada desta terça-feira, à 1h38 min, quase três dias após a chegada do primeiro iate, que, recorde-se, foi a embarcação Tales II da dupla “cantábrica” (Santander, Espanha) Pablo Santurde del Arco e Gonzalo Botin.

Do último lote de velejadores a arribar aos Açores, destaque para a 12ª posição da representação nipónica Hiroshi Kitada/Shota Shiga, a bordo do Kiho, e também para o 16º lugar, da equipa mais descontraída de toda a frota, os finlandeses Ari Kansakoski e Jan Paukkunen, do iate Fuji, que antes de procurarem abrigo no Porto do Faial, ainda empreenderam uma viagem turística de quase 90 minutos pela costa sul da ilha e pelo canal de ligação ao Pico.

Já com a frota completa em terra, a organização luso-francesa preparou-se para a entrega de prémios, que decorreu na noite desta quarta-feira, dia 12, e para a viagem de regresso a Sables d’Olonne, aprazada para esta sexta-feira, 14 de julho.

Terça-feira, dia 11, foi proporcionado a todos os skippers – muitos deles a visitar pela primeira vez os Açores – um tour circunstanciado pela Ilha do Faial, com paragem inevitável, entre outros pontos de atração, no Vulcão dos Capelinhos, que permanece como a mais significativa manifestação vulcânica do arquipélago”.