Rui Terra, antigo velejador do CNH, é o novo Capitão do Porto de Cascais

O novo Capitão do Porto de Cascais e Comandante Local da Polícia Marítima é faialense e chama-se Rui Filipe da Silva Pereira da Terra. A tomada de posse do Capitão-tenente está marcada para esta segunda-feira, dia 18. O Comandante Pereira da Terra irá comandar uma equipa composta por 39 profissionais, entre militares, polícias marítimos e civis.

Esta Capitania, pela sua localização estratégica, contribui activamente para a segurança, auxílio e socorro em 4 concelhos, nomeadamente, Torres Vedras, Mafra, Sintra e Cascais, perfazendo no total 70 kms de domínio público marítimo, que se estendem desde a Foz do Rio Sisandro até ao Forte de São Julião da Barra.

Velejador do CNH

rui terra 2
Rui Terra foi um atleta do Clube Naval da Horta que se distinguiu na Vela Ligeira

Nascido (23 de Novembro de 1978) e criado na cidade da Horta, ilha do Faial, filho de Leodina Maria da Silva Pereira (rebaptizada como Dina, ex-funcionária da Câmara Municipal da Horta) e de José André Ferreira da Terra (também ele antigo atleta do Clube Naval da Horta (CNH), Rui Terra foi, durante vários anos, atleta do CNH, tendo-se distinguido na Vela Ligeira.

Ao longo do seu percurso como velejador, Rui recebeu dezenas de taças, tendo, aos 12 anos de idade, sido distinguido pela sua boa prestação numa das muitas regatas que realizou em representação do seu Clube e da Federação Portuguesa de Vela (FPV). A foto abaixo reproduzida recorda um desses momentos de glória.

rui terra e renato leal
Rui Terra recebendo a taça de 1º classificado (uma das muitas que ganhou) das mãos de Renato Leal, na altura Presidente da Câmara Municipal da Horta

Aos 15 anos, após a saída da Classe Optimist, realizou, através do CNH, o Curso de Monitores de Vela e de Júris de Regatas, funções que desempenhou até concorrer à Escola Naval.

Já no início de 2000, o Clube Naval da Horta prestou-lhe e ao irmão Pedro – também ele fruto de uma excelente Escola de Vela – um reconhecimento pelo nível alcançado nas regatas à vela, com a atribuição do nome “Terrinha” a uma das suas embarcações de apoio a regatas.

rui terra 7
Rui Terra com os companheiros de Vela, onde se inclui o irmão Pedro

rui terra sprint hrt mdl hrt
Rui Terra no Sprint Horta-Madalena-Horta, do CNH, em que obteve o recorde, em 2013

Itinerário na Vela

rui terra 6
O brilhantismo alcançado na Vela levou o CNH a atribuir o nome de “Terrinha” a uma das suas embarcações

- Participação em cerca de 100 Campeonatos de Vela (Regionais, Nacionais e Internacionais), em diversas Classes (Optimist, Vaurien, 420 e Laser), de 1989 a 1997, federado pelo Clube Naval da Horta.

- Participação em várias actividades de veleiros (skipper ou tripulante), tais como:

  • 5 Regatas Horta-Velas-Horta
  • 5 Regatas Horta-São Roque do Pico-Horta
  • 1 Atlantis Cup (Ponta Delgada-Angra do Heroísmo-Horta)
  • 1 Regata Horta-Santa Cruz da Graciosa-Horta
  • Várias regatas no âmbito da Semana do Mar – na cidade da Horta, como skipper e como tripulante, entre as quais uma Regata de Solitários.

- Frequência do Curso de Monitores de Vela - Federação Portuguesa de Vela, em 1996.

- Frequência do Curso de Júris de Regata - Federação Portuguesa de Vela, em 1996.

- Participação em 5 Campeonatos de Vela (Locais e Nacionais), em diversas Classes (Vaurien e Topper), federado pelo Clube Náutico dos Oficiais e Cadetes da Armada, de Setembro de 1997 a Junho de 2002.

- Participação em cerca de 20 regatas a bordo do N.R.P.”Vega” (tripulante), no Rio Tejo e Baía de Cascais, de Setembro de 1997 a Janeiro de 2000.

- Participação no Campeonato de Vela de Escolas Militares, em Brest, França, em representação da Escola Naval Portuguesa, em embarcações do tipo “Surprise” (skipper), em Junho de 2000.

- Participação no Campeonato de Vela de Escolas Militares, em Livorno, Itália, em representação da Escola Naval Portuguesa, em embarcações do tipo “Jeanneu 24” (skipper), em Junho de 2002.

- Participação em cerca de 30 regatas, em embarcação do tipo “Beneteau 25” (skipper), no Rio Tejo e Baía de Cascais, de Setembro de 1999 a Janeiro de 2003.

- Participação na regata/desafio Sprint do Clube Naval da Horta, percursos Horta-Madalena-Horta, na Classe Laser Radial, com obtenção de recorde de tempo da prova nesta Classe, em Agosto de 2013.

- Participação na Regata de “Aniversário do CNOCA”, em cruzeiros (ANC D), em Outubro de 2015 (skipper).

- Participação na Regata “Torneio da Marinha”, em Snipe, em Julho de 2017 (skipper).

- Efectuadas cerca de 9999 horas de navegação, tendo sido 2.560 horas à vela, de Janeiro de 2003 a Agosto de 2016.

- Percorridas 66061 milhas náuticas, tendo sido 12584 milhas à vela, de Janeiro de 2003 a Abril de 2017.

Aluno de boas notas

rui terra 1
Além de excelente velejador, Rui Terra também era um bom aluno

O percurso de vida de Rui Terra foi acompanhado e orientado pela tia e avó paternas, Délia e Inês Terra, que muito se reveêm nos sucessos alcançados por ele, tendo em conta que foram as responsáveis pelo seu crescimento e desenvolvimento pessoal.

Na Secundária da Horta, Rui Terra destacou-se por ser um bom aluno e aplicado, tendo terminado o 12º ano com uma média de 16 valores.

Não é, pois, de admirar que ao concorrer para a Marinha tenha conseguido vingar num universo superior a 1000 candidatos, para 50 vagas disponíveis.

É conhecida a ligação entre os irmãos Terra – Nuna, Rui e Pedro – e a amizade que os unia e que assim permanece até hoje.

Rui Terra mantém ligações com o Faial – onde esteve este Verão – visitando família e amigos. O contacto com o Clube Naval da Horta continua a ser uma realidade, o que aconteceu durante o Festival Náutico deste ano, assumindo-se como “um permanente amigo pessoal do CNH”, instituição que o viu nascer e crescer para o mar e que lhe merece “o maior respeito e consideração pessoal”.

Este faialense é casado com a médica da Marinha, Diana Catarina Fernandes da Terra, e tem dois filhos: o Rodrigo e a Maria.

Percurso de vida

Rui Terra ingressou na Escola Naval como cadete do Curso “Magalhães Correia”, a 17 de Outubro de 1997, na classe de Marinha.

Como Aspirante-a-Oficial, realizou o seu estágio de embarque a bordo do N.R.P. “Cacine” e, posteriormente, no N.R.P. “Sagres”, onde veio a desempenhar as funções de Adjunto do Chefe de Serviço de Navegação; Adjunto do Oficial Imediato para o Protocolo e Relações Públicas e Chefe de Serviço de Eletrotecnia.

A 1 de Outubro de 2003 foi promovido ao posto de Guarda-Marinha e a 9 de Setembro de 2005 assumiu as funções de Comandante do N.R.P.”Rio Minho”, que exerceu até Julho de 2007.

De Julho de 2007 a Setembro de 2010 prestou serviço na Escola Naval, onde foi Comandante de Companhia de diversos Cursos Tradicionais: CFOST, CFBO e CFCO, cumulativamente com as funções de Oficial Imediato do N.R.P. “Vega” e do Veleiro “BLAUS VII”.

Concluiu o Curso de Especialização em Comunicações em Maio de 2011.

A 17 de Junho de 2011 assumiu as funções de Comandante do N.R.P. ”Cuanza”, tendo acumulado com as funções de Oficial, exercendo o cargo de Comandante do N.R.P. “Zaire” desde 27 de Novembro de 2012 até 27 de Agosto de 2013.

Concluiu o Curso de Promoção a Oficial Superior - Marinha, em Junho de 2014.

A 1 de Outubro de 2015 foi promovido ao actual posto de Capitão-tenente.

Prestou serviço na Flotilha, desde Junho de 2014 como Chefe do Serviço de Pessoal, que acumulou com as funções de Chefe do Serviço de Comunicações e Sistemas de Informação e Oficial de Segurança da Unidade, tendo transitado para o Comando Naval em Janeiro de 2016, com o objectivo de chefiar a Secção de Logística do Pessoal.

O próximo passo na sua carreira é o de Capitão do Porto de Cascais e Comandante Local da Polícia Marítima, decorrendo a tomada de posse no dia 18 do corrente.

Da sua folha de serviços constam vários louvores, medalhas e distintivos.

O CNH congratula-se com o percurso trilhado e o sucesso alcançado por este seu antigo e premiado atleta, desejando-lhe as maiores venturas pessoais e profissionais.

Fotografias cedidas por: Rui Terra

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.