“Walkiria” viajou até Santo Amaro, no Pico, rebocando salva-vidas, de onde serão retirados os motores para a “Espalamaca”

A emblemática lancha “Walkiria”, que está cedida ao Clube Naval da Horta (CNH) fez, esta sexta-feira, dia 15, uma viagem até Santo Amaro, no Pico, rebocando o salva-vidas “Sota Patrão António Crista”. O objectivo será aproveitar equipamento diverso bem como os motores do salva-vidas para dar nova vida à velhinha lancha “Espalamaca”.

A bordo da “Walkiria” seguiram o mestre, Vítor Mota; e os tripulantes Luís Alves e José Macedo, do CNH, bem como Herberto Faria e Eduardo Sarmento da Associação “Amigos do Canal”.

No salva-vidas embarcaram o Capitão do Porto da Horta, Rafael Silva; 3 elementos do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e 2 Troços do Mar.

walkiria reboca sota patrao crista 2 2017
“Walkiria” reboca salva-vidas de onde serão retirados os motores e outro equipamento para a lancha “Espalamaca”

De acordo com informações prestadas por José Macedo, a saída da Horta aconteceu cerca das 9 horas da manhã, tendo demorado perto de 4 horas até Santo Amaro, na ilha do Pico. Uma vez chegados ao destino, os marinheiros foram convidados para o beberete-convívio realizado junto à “Espalamaca”, como atesta a fotografia. O regresso ao Faial aconteceu na tarde do mesmo dia e levou 2 horas.

walkiria reboca sota patrao crista 3 2017
A “Espalamaca” serviu como pano de fundo ao beberete-convívio, em Santo Amaro

Recorde-se que a 6 de Abril deste ano era noticiado que o Governo Regional dos Açores tinha dado luz verde à Associação “Amigos do Canal” para avançar com a motorização da lancha “Espalamaca”, não assumindo compromissos financeiros.

A histórica embarcação, que desempenhou papel central nas ligações marítimas entre as Ilhas do Triângulo – Faial/Pico/São Jorge – está em Santo Amaro do Pico a ser recuperada. Na altura, foi dito que a referida Associação esperava estabelecer antes do Verão um protocolo que pudesse garantir a motorização da lancha.

A valorização do património marítimo das ilhas do Faial e do Pico é um dos principais objectivos desta Associação, que quer que a lancha “Espalamaca” volte a navegar.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.