logo cnh5

Assembleia-Geral do CNH: Plano para 2018 dá continuidade ao trabalho desenvolvido em 2017

A actual Direcção termina o seu mandato de 2 anos em Dezembro de 2018

Decorreu na noite desta quarta-feira, dia 6, no Bar do Clube Naval da Horta (CNH), uma Assembleia-Geral Ordinária, tendo a Ordem de Trabalhos sido a seguinte:

Ponto 1: Apresentação, discussão e votação do Plano de Actividades e Orçamento para 2018

Ponto 2: Outros assuntos de interesse para o Clube Nava da Horta.

Recorde-se que este documento – que foi aprovado – já tinha sido submetido ao Conselho Geral, que reuniu no dia 4, o qual deu um Parecer que recomendava que o Plano e Orçamento fosse aprovado nesta Assembleia-Geral Ordinária.

É este o teor do Parecer do Conselho Geral:

Conselho Geral

Parecer sobre a Proposta de Plano e Orçamento para 2018

Dando cumprimento à a) do nº2 do artigo 28º dos Estatutos do Clube Naval da Horta, informa-se a Assembleia Geral que o Conselho Geral reuniu a 4/12/2018 para tomar conhecimento e emitir Parecer sobre a Proposta de Plano e Orçamento para 2018, apresentada pela Direcção.

Após detalhada apresentação verificou-se que é uma Proposta que mantém os elevados padrões de actividade desportiva e de promoção do Faial habituais no CNH, que persiste na realização de iniciativas marcantes em várias modalidades e áreas, que insiste na inovação desportiva, que procura adequar a estrutura funcional às necessidades existentes. Trata-se também de uma Proposta que, no que toca ao Orçamento, é organizada num sentido de expansão e crescimento, dando expressão aos indicadores de crescimento da receita corrente e aos indicadores de crescimento de alguns segmentos dos contractos programa institucionais e associativos.

Após a introdução de algumas alterações de natureza formal, o Conselho Geral emitiu, por unanimidade, parecer favorável à Proposta de Plano e Orçamento para 2018 do CNH e recomenda à Assembleia Geral que aprove o referido documento.

Sede do CNH, 4/12/2018

O Presidente do Conselho Geral

Luís Carlos Bicudo Decq Mota

ag cnh dez 2017 3

Participaram algumas dezenas de Sócios

2018 conta com um Orçamento de expansão

O Presidente da Direcção do CNH, José Decq Mota, vinca que um dos objectivos deste mandato é precisamente o de “adequar, a título permanente, os serviços do Clube às necessidades actuais, nomeadamente criando condições para que existam no quadro de pessoal, lugares que dêem resposta às questões de informática e comunicação”.

Recorde-se que em 2015 o fecho de contas foi negativo. Embora em 2016 já tenha sido positivo, a verdade é que foram tempos de grande contenção, o que fez com que 2017 tenha contado com um Orçamento de retracção.

Para 2018, este Dirigente aponta um Orçamento de expansão, assente em dois pilares: primeiro, na melhoria dos montantes relativos à venda de combustível e segundo no facto de terem sido reactivados programas associativos destinados ao reequipamento dos clubes. Estes programas tinham cessado por completo nos últimos anos, o que inviabilizava o apetrechamento dos clubes em matéria de reequipamento, uma área muito sensível, atendendo ao permanente desgaste do diverso material. “Gradualmente, estamos a assistir a um reactivamento destes programas, medida tida como fundamental para a manutenção do equipamento”, sustenta.

ag cnh dez 2017 5

José Decq Mota explica em que reside o maior desafogo persectivado para 2018

A nova sede do CNH foi um assunto questionado por alguns dos Sócios presentes.

No que concerne ao ponto número 2 da Ordem de Trabalhos, este Responsável revelou que, no âmbito da Campanha de Angariação de Sócios, que se encontra em vigor até 31 de Dezembro de 2017, isentando de pagamento de joia todos aqueles que queiram fazer-se associados desta instituição, o Clube já conta com 50 novos Sócios.

Esta Campanha foi aberta em Maio último e termina este mês. Trata-se de uma medida excepcional, que tanto se aplica a quem já foi Sócio e deixou de ser por qualquer motivo, como àqueles que nunca o foram.

De realçar que o facto de ser Sócio possibilita um variado leque de vantagens, tanto no Clube, como nalguns bens e serviços prestados pelos diferentes Parceiros do CNH.

José Decq Mota aproveitou esta oportunidade para comunicar as posições assumidas pela Comissão Municipal para os Assuntos do Mar (CMAM) – de que o Clube faz parte – relativamente à “Requalificação do Porto Comercial da Horta”.

Preservar e defender a (muita) actividade do CNH

Este é o segundo Plano de Actividades apresentado por esta Direcção, que foi eleita em Dezembro de 2016 e termina o seu mandato em Dezembro de 2018.

As propostas apresentadas vão no sentido de dar continuidade aos esforços desenvolvidos em 2017, tal como se pode ler no referido documento:

“O que aqui se propõe prossegue os objectivos definidos para o mandato, apresentados na Assembleia-Geral eleitoral e dá continuidade aos esforços desenvolvidos em 2017.

Convém recordar esses objectivos, especialmente aqueles cuja concretização implica todo o mandato:

O primeiro e principal objectivo de uma Direcção do CNH, para um mandato de 2 anos, tem que ser o de preservar e defender a muita actividade que o Clube tem e a estabilidade económica e financeira que o caracteriza. A partir dessa consideração central definem-se os objectivos seguintes:

- Dar continuidade a todas as actividades em curso organizando todas as Secções, que deverão eleger a respectiva Comissão de Secção e elegar o representante, estatutariamente previsto no Conselho Geral.

- Continuar a acompanhar e acarinhar  o projecto de Alta Competição em Vela Ligeira (Laser Standard) que o Atleta do CNH, Rui Silveira, está a desenvolver, iniciando agora um novo Ciclo Olímpico.

- Continuar a trabalhar para que os nossos Atletas, nas várias modalidades, possam ter mais possibilidades de participar em provas e estágios com uma maior competitividade e maior desenvolvimento técnico, quebrando, assim, em maior grau, o isolamento a que estamos sujeitos.

- Trabalhar de forma persistente para que todas as receitas do CNH, especialmente aquelas que estão ligadas à promoção dos Açores e do Faial, atinjam o nível adequado, justo e correspondente ao esforço que o CNH desenvolve, situação essa que não tem acontecido.

- Adequar, a título permanente, os serviços do Clube às necessidades actuais, nomeadamente criando condições para que existam lugares no quadro de pessoal que dêem resposta às questões de informática e comunicação. É necessário também ponderar as actuais necessidades nos outros sectores de actividade.

- Desenvolver, no maior grau possível, as relações com os Clubes Navais dos Açores e outros nos planos nacional e internacional. Participar com a maior intensidade e regularidade possíveis no associativismo de clubes.

- Trabalhar para intensificar a vida social e o convívio na sede do Clube, envolvendo Sócios, Atletas e Colaboradores.

- Manter e aprofundar os contactos, parcerias e colaborações com as entidades oficiais da Região, com a Câmara Municipal da Horta e outras Autarquias, com a Autoridade Portuária e com a Autoridade Marítima.

- Continuar a dar toda a atenção a uma das maiores responsabilidades do CNH, que é a de organizar o Festival Náutico da Semana do Mar.

- Manter e aperfeiçoar a participação do CNH na captação e recepção de Regatas Internacionais.

- Trabalhar com as entidades competentes no sentido de ser encontrada uma solução para o processo relativo à adequação das instalações às necessidades do CNH”.

 

Objectivos para 2018

 

  1. Continuidade da prática desportiva, reforço da qualidade e alargamento da participação

Estes são os objectivos considerados de maior importância no desenvolvimento desportivo a atingir até ao final do mandato, com maior relevância nas Secções que possuem classes de formação, como é o caso da Natação, Canoagem e Vela Ligeira, mas com projecção em todas as outras Secções

A Direcção continuará a procurar as melhores formas de captação de jovens praticantes e a contrariar a tendência de abandono das modalidades, que tradicionalmente se verifica.

O Programa Férias Desportivas é uma das ferramentas que irá ser mantida para a captação de jovens atletas, estando actualmente a ser desenvolvidos outros projectos que facilitem o acesso às diversas modalidades praticadas neste Clube.

A divulgação das modalidades náuticas junto das Escolas e a realização de protocolos com instituições que trabalham com a juventude, serão caminhos que o CNH continuará a trilhar.

Em 2018 serão dados passos importantes neste sentido, realizando-se no CNH aulas curriculares de Vela da Escola Básica Integrada.

Continuar a organizar, inovar e mobilizar são as linhas que orientam este caminho.

 

  1. Reforço da Formação

Está em pleno desenvolvimento no CNH um claro reforço, em sentido amplo, da formação.

O Clube Naval da Horta procura melhorar a iniciação nas várias modalidades; promove, incentiva e apoia acções de formação informais em várias modalidades; pretende apoiar um maior número de acções de formação para vários intervenientes nos desportos náuticos (treinadores, juízes e oficiais de regata), abriu a possibilidade de serem realizados estágios no CNH e promove a aproximação de adultos à Vela, à Canoagem, ao Remo e aos Botes Baleeiros.

Para além do funcionamento das Escolas de Iniciação, o CNH terá, ao longo de 2018, Cursos de Iniciação e Aperfeiçoamento em Windsurf e Vela Ligeira, “Open Days” em Canoagem, Demonstrações em Yolle e prática inicial em Bote Baleeiro, inseridas num conceito muito largo de formação desportiva.

No âmbito da actividade do Centro de Formação de Desportistas Náuticos, continuarão a ser promovidos os Cursos para atribuição das cartas de navegador de recreio, estando abertas inscrições para Patrão de Costa, Patrão Local e Marinheiro.

 

  1. Semana do Mar: um grande Festival Náutico

O Festival Náutico que se realiza em Agosto durante 10 dias, integrado na “Semana do Mar” que é, sem dúvida, uma das maiores festas do Arquipélago, assume-se, legitimamente, como um dos maiores Festivais Náuticos do País.

O Clube Naval da Horta orgulha-se de ter iniciado há 42 anos este importante evento e de continuar a ser a Entidade Organizadora deste “grande e muito atractivo” Festival Náutico inserido na Semana do Mar.

Em 2018, a Semana do Mar inicia-se oficialmente no dia 5 de Agosto e prolongar-se-á até 12 do mesmo mês.

O programa do Festival Náutico começa a desenvolver-se no dia 3 de Agosto e prolonga-se até ao último dia.

São 10 dias em que o Mar está no centro da Festa!

  1. a) Modalidades Participantes

No Festival Náutico da Semana do Mar desenvolvem-se provas e outras iniciativas nas seguintes modalidades: Canoagem, Mergulho em Apneia, Mini-Veleiros, Natação em Águas Abertas, Remo em Yolle, Pesca Desportiva de Barco, Pesca Desportiva de Costa, Pólo Aquático, Vela Ligeira em todas as Classes (Optimist, Laser, 420, Hansa, Windsurf, Raquero), Vela de Cruzeiro, Vela e Remo em Bote Baleeiro, Xadrez.

Nos 10 dias intensos de mar que este Festival gera, realizam-se dezenas de provas e iniciativas de convívio no âmbito de todas estas modalidades.

  1. b) XIII Encontro Internacional de Vela Ligeira

Assume especial importância no Festival Náutico da Semana do Mar, a realização do Encontro Internacional de Vela Ligeira (EIVL), que traz ao Faial mais de uma centena de velejadores provenientes de todo o País e do Estrangeiro e que é disputado nas Classes Optimist, Hansa, Laser e 420. Trata-se de uma prova com qualidade crescente e com capacidade de atracção também crescente. Sendo uma das principais bandeiras do Festival Náutico, o CNH tudo irá fazer para valorizar o EIVL 2018 e transformá-lo numa prova de referência.

  1. c) Travessia a Nado do Canal Faial/Pico

Em 2014 e 2015, antecedendo a Semana do Mar, realizaram-se Travessias a Nado do Canal Faial/Pico, por iniciativa do grupo informal de águas abertas “Nadar Açores” e com organização do CNH.

Em 2016, a abrir o Festival Náutico, na sexta-feira, dia 5 de Agosto, realizou-se a Travessia a Nado do Canal, organizada pelo CNH.

Em 2017, esta prova abriu de novo o Festival Náutico, a 4 de Agosto, muito embora a situação meteorológica tivesse obrigado a que fosse cumprido um circuito alternativo de 8 km, na costa do Faial.

Em 2018, a Travessia a Nado do Canal abrirá novamente o Festival Náutico, desta vez no dia 3 de Agosto.

O CNH procurará conjugar todos os esforços que possam contribuir para valorizar esta Prova de Natação em Águas Abertas, transformando-a, progressivamente, num evento que seja procurado por atletas de todo o Mundo.

  1. d) Reforço da Capacidade Logística da Organização

O Festival Náutico da Semana do Mar realiza-se, com a configuração que tem, porque existe no CNH uma forte tradição de Voluntariado na organização das regatas e eventos náuticos.

XXX Edição da Atlantis Cup - Regata da Autonomia

A Atlantis Cup - Regata da Autonomia é a principal Regata de Vela de Cruzeiro realizada nos Açores e uma das mais importantes de Portugal. É com justificado orgulho que o Clube Naval da Horta regista ter este evento o Alto Patrocínio da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA).

No ano de 2018, realizar-se-á o 3º percurso do conjunto de três que se destinam a tocar em todas as ilhas dos Açores.

Este objectivo de envolver todas as Ilhas na Regata da Autonomia, foi lançado em 2013 pela Presidente da ALRAA e será cumprido entre o 40º Aniversário da institucionalização da Autonomia Regional dos Açores – que se assinalou em 2016 – e o 30º Aniversário da Atlantis Cup - Regata da Autonomia, que se comemorará em 2018.

Depois de, em 2016, a Atlantis Cup - Regata da Autonomia ter estado no Grupo Ocidental (Flores e Corvo) e ter tocado em São Jorge, em 2017 toda a atenção foi centrada no Grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria).

Em 2018, a Atlantis Cup - Regata da Autonomia realizar-se-á entre as Ilhas do Pico, Terceira, Graciosa e Faial, entre os dias 29 de Julho e 4 de Agosto, de acordo com o Programa que será divulgado proximamente.

O objectivo central do CNH é o de realizar sempre uma Regata Oceânica, que atraia participantes, que promova os Açores e que dignifique a Autonomia.

De realçar que a Atlantis Cup - Regata da Autonomia, independentemente do percurso, em cada um destes anos terminou sempre na Horta, no dia da abertura oficial da “Semana do Mar” e do seu intenso Festival Náutico.

ag cnh dez 2017 6

Os Dirigentes do CNH estão sempre disponíveis para alargar o espectro da actividade

 

  1. Regatas Internacionais

O Clube Naval da Horta assume, desde há muitos anos, um papel de destaque na captação e apoio a Regatas Internacionais.

Esta intituição participa na Comissão Náutica Municipal da Horta e, neste âmbito, continuará a realizar um trabalho consciente na promoção e divulgação da Horta e dos Açores como destino náutico por excelência, participando em Salões Náuticos e criando mecanismos para estabelecer as parcerias mais adequadas visando garantir o sucesso das diferentes regatas que irão escalar o Porto da Horta em 2018.

Em 2018, o CNH dará a sua colaboração nos seguintes eventos, já confirmados:

- Atlantic Back Cruising: data prevista para a chegada à Horta: 1 de Junho. Data prevista para a largada da Horta: 9 de Junho.

- Arc Europe: data prevista para a chegada à Horta: 5 de Junho. Data prevista para a largada da Horta: 9 de Junho.

- Ocean Cruising Club Rally Peter Café Sport: data prevista para a chegada à Horta: 12 de Junho. Data prevista para a largada da Horta: 22 de Junho.

- Les Sables Les Açores Les Sables: Classe 6,5m: data prevista para a chegada à Horta: 29 de Julho. Data prevista para a largada da Horta: 7 de Agosto.

 

  1. “AZORES WINDSURFING CUP – FAIAL” - PROVA DO CAMPEONATO NACIONAL DE FORMULA WINDSURFING 2018

De 6 a 9 de Setembro de 2018, realizar-se-á, na Horta, a Etapa Faial do Campeonato Nacional de Formula Windsurfing, promovida pela Federação Portuguesa de Vela (FPV) e pela Associação Formula Windsurfing Portugal e que tem como Entidade Organizadora o Clube Naval da Horta.

Para a realização desta Prova Nacional, o CNH já assinou o compromisso que o define, pelos promotores, como Entidade Organizadora da Prova.

 

  1. Outros Eventos de Relevante Interesse

 → PROJECTO OLÍMPICO DE RUI SILVEIRA

O velejador do CNH, Rui Silveira, iniciou em 2017, com o apoio do seu Clube, da Associação Regional de Vela dos Açores (ARVA), de Entidades Oficiais da Região Autónoma dos Açores e da Federação Portuguesa de Vela, um novo Ciclo Olímpico, a desenvolver nos próximos 4 anos.

O CNH continuará a dar todo o apoio à preparação de Rui Silveira, quer aquele que resulta da execução de contratos-programa estabelecidos para esse fim, entre o CNH e a Direcção Regional do Desporto, quer prestando as mais diversas colaborações que este velejador de topo entenda solicitar ao seu Clube.

A época de 2017 foi “muito positiva”, tendo o Rui Silveira obtido uma “excelente classificação” no Campeonato Europeu de Laser Standard, sendo o melhor português e ficando na Frota de Ouro.

→ RECEPÇÃO AO “THALASSA” DO PROGRAMA “SCHOOL AT SEA”

O veleiro holandês “Regina Maris”, do Programa “School at Sea”, escalou o nosso porto nos finais do mês de Março do corrente ano. Este navio vem à Horta habitualmente, sempre na ponta final de cada cruzeiro do programa “School at Sea”. No presente ano, aquele largo conjunto de jovens estudantes do ensino secundário que embarcou no “Thalassa” integra duas alunas da Escola Secundária Manuel de Arriaga (ESMA), da Horta, sendo que uma delas, a Mariana Rosa, é velejadora do CNH.

A participação destas duas jovens estudantes da Horta neste importante Projecto de conciliação da formação académica e da formação marinheira, partiu da iniciativa entusiástica das próprias e contou com o apoio das respectivas famílias. Contou, igualmente, com o apoio institucional de várias entidades, entre as quais a ESMA, a Câmara Municipal da Horta (CMH) e o CNH, com o patrocínio de empresas.

Esta participação de estudantes portugueses neste projecto educativo no mar deu-se pela terceira vez e tem certamente “significado relevante” o facto de terem sido jovens estudantes da Horta a quererem participar nesta aliciante experiencia marítima.

O CNH participa na recepção aos alunos e professores da “School at Sea” e a toda a tripulação do “Thalassa”.

Esse programa integrará iniciativas de convívio e visitas e procurará ser, simultaneamente, uma homenagem ao navio e ao projecto e uma manifestação entusiástica de reconhecimento pela determinação que as duas jovens estudantes faialenses demonstraram.

ag cnh dez 2017 2

Os Sócios são um dos grandes suportes desta instituição, única no Faial

 

→ 3ª PCR DE VELA LIGEIRA

Realizar-se-á na Horta, nos dias 10 e 11 de Março de 2018, a 3ª Prova do Campeonato Regional (PCR) de Vela Ligeira, promovida pela ARVA, que terá o CNH como Clube Organizador.

O CNH “empenhar-se-á fortemente” na organização desta importante prova, usando toda a sua experiência organizativa de modo a assegurar que este evento corra da melhor forma possível às largas dezenas de velejadores que nela irão participar.

→ FOTOGRAFIA SUBAQUÁTICA “TRIANGLE SEAS FOTO CHALANGE”

As actividades subaquáticas são uma das imagens de marca dos Açores e uma das grandes atracções turísticas da Região.

Nesse sentido, o Clube Naval da Horta realizou, em 2017, o Concurso de Fotografia subaquática intitulado “Triangle Seas Foto Challange”, visando a promoção e realização de fotografia subaquática criativa.

Com cerca de 27 fotografias a concurso, o CNH entende que a 1ª edição demonstrou a potencialidade da iniciativa, pelo que irá promover novamente a realização do Concurso em 2018, com o mesmo Regulamento.

→ ESTÁGIO PREPARATÓRIO DO ENCONTRO INTERNACIONAL DE VELA LIGEIRA

A organização do Encontro Internacional de Vela Ligeira (EIVL) nos dias 6, 7 e 8 de Agosto de 2018, cria a possibilidade de, na semana anterior, eventualmente se poder realizar um Estágio de Vela Ligeira, com treinadores convidados, caso os transportes o permitam, no qual participem muitos dos velejadores nacionais e estrangeiros que vêm disputar aquela prova.

Com esta iniciativa pretende-se:

- Demonstrar que a Baía da Horta e o seu campo de regatas é um local muito apropriado para acções de treino da Vela Ligeira;

- Criar laços entre velejadores visitantes, nacionais e estrangeiros, e velejadores da Região da mesma classe de embarcação, contribuindo, assim, para uma evolução qualitativa dos velejadores açorianos.

→ SWIMRUN

O Presidente da Direcção do CNH, José Decq Mota, chama a atenção para a inovação desportiva chamada Swimrun, cuja primeira prova nos Açores irá acontecer na ilha do Faial em 2018.

O Swimrun é uma modalidade que combina a Natação em Águas Abertas com a Corrida habitualmente em trilhos.

Distingue-se do Aquatlo na medida em que, ao contrário deste último, são vários os segmentos de Natação e Corrida existentes numa prova de Swimrun, com a particularidade de não haver paragens nem mudanças de equipamento da Natação para a Corrida e vice-versa. É, portanto, vulgar neste tipo de provas o participante correr com o fato de Neoprene e nadar com os ténis calçados, o que torna estes eventos muito dinâmicos e interessantes.

O Clube Naval da Horta, com a Secção de Águas Abertas, é o parceiro ideal para desenvolver este conceito na ilha do Faial, pelo que, aceitando o desafio que lhe foi lançado, dispôs-se a participar na organização de uma prova desta modalidade a realizar no Faial a 24 de Junho de 2018.

PROGRAMA “FÉRIAS DESPORTIVAS”

Atendendo ao sucesso que esta iniciativa vem registando ano após ano, a Direcção do Clube Naval da Horta irá realizar este Projecto em Julho de 2018, aberto a crianças entre os 6 e os 12 anos.

O Programa envolve diversas actividades desportivas, lúdicas e culturais, sendo um dos objectivos a integração de alguns destes jovens nas modalidades que o Clube desenvolve.

NÁUTICA NO BAR

O CNH pretende manter estes encontros que tiveram “uma boa adesão” pelos temas que foram lançados. O objectivo destes encontros intitulados “Náutica no Bar”, prende-se com o desenvolvimento de temáticas relacionadas com o mar e as diferentes vertentes de actividades náuticas.

A Direcção do CNH quer, acima de tudo, que a “Náutica no Bar” seja “um espaço de encontro dos Sócios e que promova o convívio e a partilha de vivências, experiências e conhecimentos, sobre todos os temas ligados, directa ou indirectamente à actividade do CNH”.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.