cal   fb    tw    instagram   telegram   whatsapp   yt   issuu   meo   rss

 

De 28 a 31 de Março: Tomás Pó e Jorge Pires participam no XXIX Campeonato Nacional de Portugal de Juniores e Absoluto 2018, em Sesimbra

Em Absolutos, Tomás Pó é Vice-Campeão Regional

Tomás Pó e Jorge Krug Pires, são os atletas da Secção de Vela Ligeira do Clube Naval da Horta (CNH) que irão participar no XXIX Campeonato de Portugal de Juniores e Absoluto 2018, que decorre de 28 a 31 do corrente, em Sesimbra.

Este Campeonato é organizado pelo Clube Naval de Sesimbra com o apoio da Associação Regional de Vela do Centro e da Federação Portuguesa de Vela (FPV) e o patrocínio da Fidelidade, sendo disputado no campo de regatas de Sesimbra.

A Prova é aberta a barcos das Classes Laser, Laser Radial, Laser 4.7 e 420. 

jorge pires 3 2018

Jorge Krug Pires é 3º classificado em Absolutos

 

O Treinador de Competição da Escola de Vela do CNH, Duarte Araújo, fala da participação dos dois velejadores faialenses da Classe Laser 4.7:

“O objectivo é ficar nos primeiros 15 da classificação final”

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): Qual o critério de selecção?

 - Duarte Araújo: O Campeonato é aberto e qualquer velejador que tenha barco e as respectivas licenças da Classe e da Federação Portuguesa de Vela em dia, pode participar. No entanto, a Associação Regional de Vela dos Açores (ARVA) apoia os 3 primeiros do Ranking Regional com um barco e uma diária, o que ajuda imenso a definir quem participa e quem tem mais dificuldades em participar.

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): Qual a importância da participação neste Campeonato Nacional?

- Duarte Araújo: A participação nos Campeonatos de Portugal é o culminar da época desportiva para a maior parte dos velejadores, bem como de todos os treinos, de todas as regatas.

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): Quais os objectivos traçados?

- Duarte Araújo: Ficar nos 15 primeiros da classificação final. Pode ser fácil ou muito difícil, dependendo de como correm as regatas para os velejadores e para a Organização também, pois, é um campo de regatas muito difícil em determinadas condições. 

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): Qual o número de atletas em Prova?

- Duarte Araújo: Olhando para os anos anteriores e para os participantes noutras provas do calendário nacional, devemos esperar entre 40 a 48 velejadores na Classe Laser 4.7, que é aquela em que vamos participar. Porém, em 420 e Laser Radial, poderá ter mais 120 velejadores. 

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): Quais as datas das viagens da comitiva faialense?

- Duarte Araújo: Vamos domingo, dia 25. Depois deste Campeonato, sigo para Vilamoura, onde decorrerá o Nacional de Optimist, em que o CNH também estará presente. Os velejadores ficam em Lisboa com as famílias mais algum tempo. No caso do Tomás Pó, também irá participar no Campeonato Europeu de Laser 4.7, em Patras, na Grécia, de 7 a 14 de Abril.  

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): A deslocação da comitiva do CNH é suportada por quem?

- Duarte Araújo: Uma vez que os velejadores se qualificaram pelo Ranking Regional nas 3 primeiras posições, as passagens deles assim como as diárias são suportadas pela ARVA.

- Gabinete de Imprensa do Clube Naval da Horta (CNH): A 3ª Prova do Campeonato Regional (PCR) de Vela Ligeira dos Açores, que decorreu na Horta, nos dias 17 e 18 do corrente, serviu como um bom treino para esta participação?

- Duarte Araújo: A 3ª PCR foi bastante competitiva e um excelente aquecimento para o Nacional. É sempre bom competir por algo e a 3ª Prova do Campeonato Regional de Vela Ligeira dos Açores era importante para definir o Ranking e os apoiados. Por isso, todos deram o seu melhor, tendo sido uma excelente oportunidade para os velejadores melhorar e terem atenção aos pormenores.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.