logo cnh5

Pedro Costa e Tiago Serpa, antigos velejadores do CNH, falam do Campeonato Nacional Universitário de Vela, que decorreu em Aveiro

A ligação à Vela fez com que os faialenses Pedro Costa e Tiago Serpa, ex-atletas do Clube Naval da Horta (CNH), tenham participado no Campeonato Nacional Universitário de Vela na Classe Raquero, que decorreu no Canal Principal da Ria de Aveiro, nos dias 9 e 10 do corrente.

Esta Prova foi organizada pela Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUav) em parceria com a Academia de Vela do Sporting Clube de Aveiro, tendo contado com 15 equipas, distribuídas pela Universidade de Aveiro, Universidade do Porto, Instituto Superior Técnico, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Escola Naval, Universidade Nova de Lisboa e Escola Náutica Infante D. Henrique.

O Campeonato Nacional Universitário de Vela na Classe Raquero foi disputado em formato de ‘match-racing’ com dupla derrota, ou seja, cada equipa era eliminada após duas derrotas.

As equipas em Prova lutavam pelo título nacional universitário na modalidade da Vela, numa prova integrada no calendário da Federação Académica de Desporto Universitário (FADU), com arbitragem de elementos credenciados pela Federação Portuguesa de Vela (FPV).

A equipa dos dois velejadores faialenses contava, ainda, com Pedro Marques e Tiago Rodrigues, tendo passado à fase seguinte no primeiro dia deste Campeonato (sábado, 9) e sido eliminada logo na primeira ronda do segundo e último dia da Prova (domingo, 10). Apesar disso, este Campeonato foi ganho pela outra equipa da Universidade de Aveiro, pelo que os faialenses se encontram satisfeitos pela vitória alcançada pelos colegas da “sua” Universidade.

O 2º lugar do pódio foi arrebatado pela equipa do Técnico e o 3º pelo Porto.

Conviver e fazer Vela

camp nac univ 3 2019

Pedro Costa: “Havia muitas equipas e muita gente de alto nível”

Pedro Costa afirma que “a participação é mais pelo convívio e pela experiência, constituindo uma oportunidade para matar saudades de ir para o mar”.

O pouco tempo livre – tendo em conta que se encontra no 4º ano de Engenharia Mecânica (Licenciatura com Mestrado integrado) – e o facto de os colegas do Continente se deslocarem a casa – fez com que os treinos tenham sido em número muito reduzido.

Pedro Marques é de Aveiro e da mesma turma de Pedro Costa, o que facilitou a abordagem.

Tiago Rodrigues é do Porto mas como frequenta também a Universidade de Aveiro é conhecido destes colegas. O mais novo do grupo é Tiago Serpa, amigo antigo e colega de Vela de Pedro Costa no Clube Naval da Horta.

Pedro Costa diz que “o tempo está escasso” mas ainda assim, sempre que pode participa nalgumas provas de Vela, provando que os mais de 10 anos que passou a velejar no CNH deixaram marcas para a vida.

O mesmo se diga de Tiago Serpa, que, após uma década de formação na Escola de Vela do CNH, não quer desligar-se deste desporto.

A propósito do resultado, Pedro Costa nota que a sua equipa cometeu “alguns erros logo na largada”, deixando perceber o que ia acontecer.

Embora tenha acontecido um azar no decorrer do segundo dia de Prova (relacionado com uma peça do barco) e “fazer Vela na Ria seja mais dificil do que em mar aberto, porque tem muita corrente”, este velejador insiste em afirmar que o resultado da sua equipa não se ficou a dever a estes factores.

Naturalmente que Pedro Costa gostava que a sua equipa tivesse tido outra prestação mas congratula-se com o facto de os colegas da Universidade de Aveiro se terem sagrado campeões, título há muito ambicionado.

E no que concerne aos participantes, salienta que “havia muitas equipas e muita gente de alto nível”.

Convidado a deixar o seu comentário sobre o último dia de Prova, Tiago Serpa diz: “Fiz Vela no CNH durante 10 anos e sempre gostei. Este ano lectivo parei por causa dos estudos superiores e aproveitei esta oportunidade para matar saudades. E deu para voltar a sentir a adrenalina.

É uma forma de regata diferente não só pelo meio em que decorreu mas pelo facto de ser por eliminatórias. Mas gostei e se tiver oportunidade de repetir a experiência, lá estarei.

Tirando o Pedro, o conhecimento que tinha dos restantes colegas de equipa era praticamente nulo mas posso dizer que foram excelentes. Só fizemos um treino juntos, pois todos têm trabalhos académicos para entregar e como os do Continente vão a casa, torna-se complicado gerir tudo em termos de tempo”.

Tiago Serpa ainda não sabe o que será o futuro, já que se encontra no primerio ano da Licenciatura em Ciências do Mar. Um Estágio logo a seguir ou a continuação através do Mestrado, são hipóteses em aberto.

Sempre que pode e já aconteceu desde que está na Universidade, quando está de férias vem ao Clube Naval da Horta e dá uma voltinha. “É claro que no CNH eram outros tempos. Havia treinos regulares e regatas diferentes. Agora, a Vela é mesmo só um ‘hobby’”.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.