Vela Ligeira do CNH: Troféu da Marinha realizou-se com pouco vento

O Troféu do Dia da Marinha, da Secção de Vela Ligeira do CNH, que decorreu este sábado, dia 18, integrou as comemorações do Dia da Marinha 2019, no Faial.

João Duarte, Treinador da Classe Hansa (Vela Adaptada) do CNH, faz o balanço a esta prova, que contou com velejadores das Classes Hansa, 420, Laser e Optimist:

“As condições de tempo não foram muito favoráveis para a realização deste Troféu. Houve um deferimento que durou até perto das 11 da manhã. Depois, veio uma brisazinha e foi o necessário para fazer uma regata, que foi relativamente curta mas deu para validar o Troféu da Marinha.

Sabemos que se fizermos menos regatas vem ao de cima a realidade desportiva mas as condições com que os velejadores se depararam não permitiram fazer melhor.

Além de haver muito pouco vento, depois ele começou a rondar, não estava muito fixo mas ainda assim foi o suficiente para validar a prova. Naturalmente que esta competição valeu mais pelo convívio em si e pela comemoração do Dia da Marinha do que propriamente pela questão desportiva, embora todas as regatas contem e sejam importantes”.   

Os Prémios foram entregues durante o Beberete/Convívio, que decorreu no Pavilhão Multiusos do CNH, e que juntou Atletas, Treinadores, Dirigentes, Sócios, Colaboradores e representantes da Marinha.

As Classificações podem ser consultadas nesta ligação.

Mais momentos desta regata podem ser vistos na Galeria de Fotos.

Campeonatos Nacional e Europeu em Setembro e Outubro, em Portimão

Desvendando um pouco daquilo que será o calendário de provas da Classe Hansa para este ano de 2019, João Duarte adianta o que aí vem: “Temos vários atletas doentes e até agora o tempo não tem permitido fazer muitos treinos. Mas nos próximos dois meses vamos fazer um ‘forcing’ para estarmos preparados para as grandes competições que se avizinham, porque este ano temos dois campeonatos importantes e que são o Nacional, no fim de Setembro, e o Europeu (uma semana depois), no início de Outubro, ambos em Portimão. A Classe Hansa do CNH vai participar nos dois, sendo que, no que concerne ao Europeu, estamos a falar de uma estreia. Isto significa que temos de intensificar o ritmo de treinos.

Esta participação no Campeonato Europeu é muitíssimo bem-vinda e foi muito bem enquadrada em termos de datas. A Associação da Classe fez muita força e o Clube organizador – Clube de Vela Solidária de Portimão – conseguiram conciliar duas datas que são muito convenientes para todos, juntando o Campeonato Nacional (que era em Junho) ao Campeonato Europeu. Toda a logística de barcos já se encontra lá para o Nacional, o que diminui consideravelmente os custos do Europeu que, sendo este ano em Portugal, constitui uma oportunidade de ouro para participarmos. Felizmente, e fruto da parceria existente entre o CNH e a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF), o Nacional será financiado com aquilo que são as verbas normais da actividade do Clube e que já vêm sendo garantidas desde 2011.

“Se voltarmos ao ritmo que já tivemos, temos condições de ficarmos no pódio”

A nossa participação no Europeu vai ser assegurada mediante um Protocolo que a APADIF vai celebrar com o Instituto de Acção Social e graças, também, ao apoio da Câmara Municipal da Horta, pois, apesar de o Europeu ser em Portugal, a estadia de perto de 10 dias no Continente requer muita logística e, como tal, é sempre dispendiosa.

Naturalmente que o Europeu é uma motivação extra para os atletas da Classe Hansa do CNH, que já estão habituados ao Nacional.

O nosso calendário de provas no Faial não é muito aliciante precisamente pelo facto de não haver um Regional. Ficamo-nos pelo Campeonato de Ilha no Faial e pelo Nacional, atendendo a que não dispomos de orçamento que viabilize a nossa participação nas Provas de Apuramento Nacional (PAN), que decorrem no Continente português.

Tudo o que são competições extra são muito bem-vindas, além de que não é todos os dias que se tem a possibilidade de ir a um Campeonato Europeu.

Considero que se fizermos uns bons treinos e voltarmos ao ritmo que já tivemos em vésperas de outros campeonatos, temos condições de ficarmos no pódio na Classe 2.3, que é aquela em que vamos apostar”.  

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.