1ª Etapa da “Les Sables-Horta-Les Sables” muito disputada: lugares de pódio separados por apenas 35 minutos

O skipper belga Jonas Gerckens, em dupla com o francês Benoit Hantzperg, foi o vencedor este sábado, 6 de julho, na ilha do Faial, da primeira etapa da regata internacional de vela oceânica de alta competição “Les Sables-Horta-Les Sables”, prova que se realiza a cada dois anos, desde 2009, entre França e os Açores, envolvendo embarcações da Class’40.

A dupla vencedora, do veleiro «Volvo», completou as 1270 milhas náuticas desta parte da competição em somente 5 dias, 16 horas, 39 minutos e 21 segundos, registando, no entanto, apenas 12 minutos de vantagem sobre e equipa segunda classificada, constituída pelos franceses Aymeric Chappellier e Rodrigue Cabaz (do «Aïna Enfance et Avenir») e com menos 35 minutos que os terceiros, também gauleses, William Mathelin Moreau e Amaury François (do «Beijaflore»).

A “Les Sables-Horta-Les Sables” é uma prova do calendário oficial da Federação Francesa de Vela, que faz parte do Campeonato da Class’40 neste ano de 2019 e integra, ainda, o Troféu Europeu desta mesma classe, que foi criada há 15 anos e agrega apenas iates monocascos com características semelhantes de mastros, velas e comprimento (40 pés, ou seja, 12,18 metros).

Na prova deste ano para a Horta estão envolvidos 31 velejadores - franceses, belgas e italianos - repartidos por 13 embarcações (todas a concluir a regata, de forma inédita, apenas num único dia, este sábado), sendo que cinco dos navegadores fazem apenas uma das etapas da competição e são substituídos por outros para a segunda ‘perna’, que tem agendada largada, de regresso a França, para o próximo dia 12, sexta-feira, numa enseada que presentemente integra o ‘Clube das Mais Belas Baías do Mundo”.

Na “Les Sables-Horta-Les Sables” regista-se, entretanto, a presença de dois grandes e históricos velejadores da vela mundial de alto-mar, em concreto Bertrand De Broc, que participou em quatro edições da “Vendée Globe” (1992, 1996, 2012 e 2016) e Marc Guillemot, que na edição de 2008/2009 da mais exigente regata à volta do mundo, em solitário - precisamente a “Vendée Globe” - foi terceiro classificado, com o veleiro ‘Safran’.

Esta é já a segunda prova internacional da Class’40 que no corrente ano escala a ilha do Faial, nos Açores, depois de em abril último a "Défi Atlantique", ter feito a sua estreia, num percurso de travessia completa do Atlântico Norte, com 2230 milhas náuticas de extensão, entre Guadalupe (Caraíbas), Horta e La Rochelle (França).

A atestar a importância desta “Les Sables-Horta-Les Sables” no universo das competições desta classe está o facto da prova fazer parte de um lote muito reduzido de apenas seis competições consideradas regatas-âncora para este tipo de embarcações e onde surgem, também, a Rota do Rum, quadrienal, a Transat Jacques Vabre, bienal e a Normandy Channel Race, anual.

Esta cometição é organizada, conjuntamente, pela Associação Les Sables d’Olonne Vendée Course au Large e pela Class’40, com a colaboração da Agglomération, da cidade e do porto de Les Sables d’Olonne (França) e tendo como parceiros, nos Açores, a Câmara Municipal da Horta, o Clube Naval da Horta, a Portos dos Açores, S.A. e a Associação Regional de Vela dos Açores, entidades agregadas na Comissão Náutica Municipal da Horta.

HORTA Nautic