SM2019: Dezenas de pessoas no Caldo de Peixe evocativo das raízes da Semana do Mar

Da esquerda para a direita: Jorge Fontes, Vice-Presidente da Direcção do CNH; Tiago Henriques, Coordenador da Natação do CNH; Capitão do Porto da Horta, comandante Rafael da Silva; Rogério Feio, em representação do Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia; Olga Marques, Vice-Presidente da Direcção do CNH; José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta; José Decq Mota, Presidente da Direcção do CNH; Susana Rosa, Coordenadora da Secção de Canoagem; Antas de Barros, Presidente da Associação Regional de Canoagem dos Açores (ARCA), na Cerimónia de Entrega dos Prémios da Travessia a nado do Canal Faial/Pico 2019, do Encontro Regional de Canoagem e Windsurf - Prova Super 8 - João Carlos Fraga

A abrir o primeiro convívio do Festival Náutico (da Semana do Mar) 2019 – o Caldo de Peixe evocativo de “Como tudo começou...” há 44 anos, animado pelo duo musical Hugo Duarte e Rui Rodrigues - José Decq Mota, Presidente da Direcção do Clube Naval da Horta (CNH), deu as boas-vindas às largas dezenas de pessoas que enchiam a Tenda Multiusos do CNH, na noite deste sábado, dia 03, cumprimentando as autoridades presentes: Capitão do Porto da Horta, comandante Rafael da Silva; Rogério Feio, em representação do Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia; José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta; e outros convidados, como o professor Antas de Barros, Presidente da Associação Regional de Canoagem dos Açores (ARCA), que colaboraram na Entrega de Prémios da Prova de Natação em Águas Abertas - Travessia do Canal Faial/Pico 2019, realizada esta sexta-feira, dia 02, bem como do Encontro Regional de Canoagem e do Windsurf - Prova Super 8 dedicada a João Carlos Fraga, actividades que decorreram ao longo deste sábado, 2º dia do Festival Náutico 2019, organizado pelo CNH.

sm2019 caldo peixe 1

O convívio marcou este serão festivo

“A Travessia do Canal Faial/Pico 2019 do ponto de vista organizativo, correu-nos bem. Do ponto de vista da meteorologia, das condições do mar e da maré, correu-nos muito melhor do que outras vezes. Do ponto de vista do resultado desportivo, correu muito bem, na minha opinião”, sublinhou este Dirigente”. Quem venceu [Manuel Alves, da Terceira] demorou 2 horas, 21 minutos e 55 segundos, o que não era para mim” gracejou José Decq Mota, que vincou: “Foi uma prova gigante para a estrutura do CNH. Participaram 31 nadadores, o que implicou outros tantos barcos de apoio e várias embarcações gerais, o que só foi possível por haver muitos Sócios que se empenham com as suas próprias embarcações, por haver empresas marítimo-turísticas e instituições como o Instituto do Mar do Departamento de Oceanoagrafia e Pescas (IMAR-DOP), Norberto Diver, Tiago Castro, Carlos Morais, que cedem as suas embarcações para juntar a esta frota tão grande! E muitos Sócios do CNH estiveram algumas horas a acompanhar o seu nadador, para além dos que tiveram tarefas gerais. Começou bem este Festival Náutico. Espero que tudo corra dentro do mesmo padrão”.

Num programa recheado de desportos, este sábado contemplou, ainda, o Yoga e o Stand Up Paddleboarding, tendo mesmo havido uma Regata de Paddle.

sm2019 entr premios 5

Tiago Durães ostentando o Prémio do 2º lugar na Travessia do Canal Faial/Pico 2019

Para que o Caldo de Peixe pudesse ter sido uma realidade, houve uma equipa de Voluntários que trabalhou durante a tarde, enquanto outra equipa esteve a preparar a representação do Clube Naval da Horta na Expomar, que decorre na Marina da Horta. “Têm sido dias de aturado trabalho mas, também, de muito empenho por parte de imensa gente. Por isso, quero agradecer a todos vós. Vamos ainda no 2º dia de um conjunto de 10 mas desejo que se mantenham com o mesmo padrão. Continuo a esperar e a desejar a colaboração de todos, bem como a vossa presença nos vários eventos que vão realizar-se ao longo da semana”, realçou o Presidente da Direcção do CNH.

Memorando os primórdios da Semana do Mar, José Decq Mota disse: “Vamos saboreando aquilo que os pioneiros fizeram, há 44 anos, na recepção a uma regata inglesa, o que foi feito por quem estava à frente do CNH na altura, Clube que funcionava ali no Cais de Santa Cruz, onde actualmente está instalado o nosso Centro de Formação de Desportistas Náuticos e onde funciona o Secretariado do Festival Náutico. Os dirigentes desse tempo lembraram-se de organizar um conjunto de provas náuticas que enquadrasse a escala dessa regata – estávamos no longínquo ano de 75 – mas lembraram-se de uma outra coisa, é que a melhor forma de começarem esses eventos não era propriamente a navegar mas, sim, a degustar um caldo de peixe. E foi assim que começou, de facto, a Semana do Mar, que no início era um Festival Náutico.

Os faialenses, as suas instituições e este Clube Naval souberam transformar a Semana do Mar numa grande festa popular, com uma dimensão muito grande mas o que a individualiza e caracteriza é a permanência e a existência de um Festival Náutico, que hoje é efectivamente grande e procura ter qualidade desportiva e capacidade de atrair as pessoas, que procura criar inovação na utilização e aproximação ao mar e na relação com o mar em todos os aspectos, incluindo nos ambientais. E é isso que nos deve orgulhar e fazer pensar que estamos no bom caminho”.

sm2019 entr premios 4

Gonçalo Meneses foi o número 3 do pódio, na Travessia a nado do Canal

“Sem os Atletas não era possível fazer o Festival Náutico”

Na sua curta intervenção, atendendo a que tinha de estar presente na eleição da Rainha da Semana do Mar, que ia acontecer no Palco Principal da festa, José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, começou por dirigir um “cumprimento especial” ao Presidente do CNH, a toda a Direcção, às autoridades presentes e a todos os Atletas, porque “sem eles não era possível fazermos o grande FN”. O autarca referiu que tinha assistido à partida dos atletas que fizeram a Travessia a nado do Canal Faial/Pico 2019, sublinhando “o gigantesco trabalho” dos Voluntários, para quem pediu uma salva de palmas.

“A Semana do Mar é um grande evento, que promove a Cidade da Horta, a Ilha do Faial, a região Açores e Portugal, em todo o Mundo. Devemos todos orgulhar-nos de termos uma Semana do Mar com esta projecção a nível internacional”, salientou o edil faialense que notou: “A Semana do Mar também envolve o ambiente. Quando começámos a erradicação dos plásticos foi pelos copos, depois fomo evoluindo e este ano podemos dizer que vamos mesmo erradicar os plásticos de uma grande festa como esta. Este não é um trabalho da Câmara Municipal da Horta mas da Comissão da Festa e de todos vós, que percebem, de facto, a importância e pertinência destes temas”.

José Leonardo recordou que no dia anterior (sexta, 02) tinha, em conjunto com o Presidente do CNH, feito a distribuição de Hortências e Produtos Regionais aos Iatistas que se encontram na internacional Marina da Horta, entegando, também, uma Mensagem de Boas-Vindas, em diferentes idiomas. “Estávamos com uma energia como se fosse a primeira Semana do Mar e com uma grande alegria. Esperemos que para o ano seja ainda mais forte. Uma boa Semana do Mar para todos”, rematou José Leonardo.

sm2019 entr premios 6

Maria Armas, da Terceira, foi a primeira mulher a cortar a linha de chegada

Manuel Alves, o campeão da Travessia – do Clube Naval da Praia da Vitória – não esteve presente na festa, por já ter regressado a casa (ilha Terceira) mas foi muito aplaudido. Aplaudidos foram também todos os outros vencedores: Tiago Durães, de Oeiras, 2º lugar; e Gonçalo Meneses, de Braga, 3º classificado. Maria Armas, da Terceira, foi a primeira mulher a chegar à meta, pelo que ganhou o Prémio Feminino.

Na modalidade de  Windsurf - Prova Super 8 - João Carlos Fraga, o pódio ficou assim preenchido: 1º - Luís Decq Mota; 2º - Pedro Rosa; 3º - Jorge Fontes.

sm2019 entr premios 7

Jorge Fontes ganhou o 3º prémio da Prova de Windsurf, dedicada a João Carlos Fraga

O Encontro Regional de Canoagem reuniu mais de 20 atletas do Clube Ar Livre da Terceira, Angra Iate Clube, Clube Náutico de Angra do Heroísmo e Clube Naval da Horta.

Na Categoria de Cadetes, o pódio foi todo preenchido por atletas da “casa” (CNH): 1º - Miguel Pires; 2º - Pedro Costa; 3º - Ricardo Henriques.

Em Veteranos Femininos, Carla Martins (CNH) ficou na 2ª posição.

Como curiosidade, é referida a participação de Clif Pedro, antigo canoísta do Clube Naval da Horta, que ficou em 1º lugar na Categoria de Séniores, representando a Associação Recreativa e Cultural de Óis da Ribeira – Águeda, tendo em conta que há anos se encontra no Continente português para onde foi estudar e está trabalhar.

Além dos Prémios, todos estes atletas receberam Medalhas de Participação, incluindo os da Sup Race -  Regata de Paddle.

Encontro Regional de Canoagem: “A prova foi excelente!”

sm2019 enc reg canoagem 1

“Os atletas de fora manifestaram muito interesse em participar, realçando sempre o facto de serem muito bem recebidos no Faial pelo Clube Naval da Horta”

Solicitada a descrever como decorrer o Encontro Regional de Canoagem, Susana Rosa, Directora da Secção de Canoagem do CNH, refere que, “a prova foi excelente, com muito bom tempo e condições de mar óptimas para a prática da modalidade. Foram realizadas 5 largadas para as provas de Velocidade e Fundo.

Apesar de o Festival Náutico 2019 não ter contado com a habitual Prova do Campeonato Regional, que este ano aconteceu em São Miguel no decorrer da Prova Nacional, por uma questão de logística e custos associados, os atletas de fora manifestaram muito interesse em participar, realçando sempre o facto de serem muito bem recebidos no Faial pelo Clube Naval da Horta.

A prova que é realizada anualmente no Faial também permite que os canoístas de outras ilhas dêem um passeio, o que funciona como um estímulo. Os atletas de São Miguel não participaram este ano devido aos horários dos transportes marítimas, que obrigavam a uma permanência de 7 dias no Faial. Por causa desse factor, o CNH reforçou o apoio nas refeições para os atletas da Terceira.

Susana Rosa agradece a presença de todos, incluindo a de Clif Pedro, ex-atleta do CNH, bem como a colaboração do juiz-árbitro, professor Antas de Barros, Presidente da Associação Regional de Canoagem dos Açores, que fez questão de participar e de dar o seu apoio”.

Windsurf - Super 8 - João Carlos Fraga

sm2019 windsurf 1

“O vento foi soprando, bastante desafiante, com imensas variações de intensidade e rajadas”

Foram 6 os participantes na prova de Windsurf – Super 8, dedicada a João Carlos Fraga, que decorreu na tarde deste sábado, dia 03, na Baía da Horta, integrada no Festival Náutico 2019 (da Semana do Mar). De salientar que há anos que a Secção de Windsurf do CNH dedica este evento a João Carlos Fraga, promotor da Semana do Mar e do Windsurf na Ilha do Faial e nos Açores, tendo sido o introdutor do ‘Surf’ em Portugal.

Recorde-se que a Secção de Windsurf do CNH estará disponível, durante a Semana do Mar, para a realização de baptismos de Windsurf, destinados a eventuais interessados, que devem contactar o Secretariado do Festival Náutico.

João Medeiros, elemento do Grupo de Trabalho da Secção de Windsurf do Clube Naval da Horta, Grupo de que também fazem parte Flávio Pereira e Rute Matos, sendo Jorge Fontes o Director, faz o balanço a esta actividade:

“A prova decorreu bem ao largo da Avenida/Marina (entre esta e o porto comercial) para que o público pudesse apreciar. O vento foi soprando, bastante desafiante, para todos os atletas, com imensas variações de intensidade e rajadas, tendo os participantes sido brindados com muito sol.

O principal objectivo que norteou a realização deste evento foi homenagear João Carlos Fraga, o grande impulsionador não só da Semana do Mar como do Windsurf nos Açores. Estes 6 participantes competiram num ambiente de descontração e convívio, prestando, desta forma, o seu preito a essa figura ímpar que foi o faialense João Carlos Fraga.

O Grupo de Trabalho aproveita esta oportunidade para agradecer publicamente a colaboração dos Voluntários nos barcos de apoio e a todos os outros que, nos bastidores, ajudaram a realizar este evento, que correu muito bem, tendo constituído um verdadeiro sucesso!”

José Melo é  mestre do Caldo de Peixe há 10 anos

sm2019 caldo peixe 2

Manuela e José Fernandes, João Pereira (miúdo), Carlos Medeiros, João Romano, José Melo, Fernando Borges, António e Sandra Pereira

Este ano, o Caldo de Peixe da abertura do Festival Náutico 2019, teve como Responsável Carlos Medeiros, Director da Secção de Pesca Desportiva de Costa de CNH.

A equipa é chefiada pelo mestre José Melo, tendo como assistentes João Romano, António Pereira, Sandra Pereira e Fernando Borges, a que se associaram José Fernandes (da Direcção do CNH) e a esposa, Manuela Fernandes.

Foram utilizados cerca de 100 quilos de peixe (Boca-Negra, Congro, Cântaro e Raia) na confecção do famoso caldo, temperado com salsa, cebola, alho e outros ingredientes a sabor do chefe e da sua equipa.

sm2019 caldo peixe 3

João Romano, José Melo, Sandra e António Pereira, José Decq Mota, Fernando Borges e Manuela Fernandes

“Por gosto”, José Melo anda envolvido no Caldo de Peixe do Festival Náutico – organizado pelo CNH – há cerca de 10 anos. “Tenho muita confiança nesta equipa, pois todos os elementos são muito prestáveis”.

No Caldo de Peixe – que José DecqMota foi convidado a provar – o CNH contou com  a colaboração da Associação de Produtores de Espécies Demersais dos Açores (APEDA), que tem como Presidente, Jorge Gonçalves.

As Classificações das Provas podem ser consultadas nas seguintes ligações:

Mais momentos destas actividades podem ser vistos na Galeria de Fotos.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.