logo cnh5

Revista Atlantis Cup - Regata da Autonomia 2021

A ligação entre a “Atlantis Cup - Regata da  Autonomia” e esta Revista anual, publicada em simultâneo com a realização da Regata, tem a ver com a importância que o Clube Naval da Horta (CNH) atribui à divulgação das suas atividades, ao tratamento de temas ligados ao mar, à história marítima e à divulgação dos Açores e das suas Ilhas.

O Clube Naval da Horta deseja a todos os participantes na “Atlantis Cup - Regata da  Autonomia” uma boa navegação e a todos os sócios, simpatizantes e amigos do CNH uma boa leitura!

Ler mais...

Atlantis Cup 2021 larga de Angra do Heroísmo e liga as ilhas do Grupo Central

Depois de um ano de paragem, a Regata da Autonomia regressa com uma frota de 18 veleiros

Ler mais...

Atlantis Cup – Regata da Autonomia 2021 – Apresentação da 32ª edição

Decorreu na manhã da passada segunda-feira, dia 21, a Sessão de Apresentação da principal Regata de Vela de Cruzeiro, realizada no mar dos Açores intitulada "Atlantis Cup – Regata da Autonomia".

Ler mais...

Apresentação da Revista Atlantis Cup - Regata da Autonomia 2020

Desde que foi criada em 1988, a regata Atlantis Cup foi sempre acompanhada da publicação da revista, com exceção de 1998, ano do sismo.

Naquele primeiro ano, já em edição bilingue, a revista apresentava uma introdução à regata e no essencial era composta por artigos relacionados de algum modo ao mar, como a história da canoa baleeira açoriana, da estação rádio naval da Horta, um artigo sobre tubarões, da autoria da Hélder Silva e outro ainda sobre o anticiclone dos Açores de João Carlos Fraga.

Ler mais...

Atlantis Cup - Regata da Autonomia Largaria Esta Semana

Esta semana realizava-se a XXXII edição da Atlantis Cup - Regata da Autonomia.

Ler mais...

Atlantis Cup - Regata da Autonomia Cancelada

1. A Direcção do Clube Naval da Horta deliberou cancelar a realização em 2020 da regata de vela de cruzeiro Atlantis Cup – Regata da Autonomia. As razões desta difícil, mas inevitável decisão, prendem-se com o facto de não ser possível, nem prever a situação resultante da pandemia Covid-19 daqui a dois meses e meio, nem tomar as decisões organizativas indispensáveis relacionadas com uso de marinas, transportes, deslocações, programas sociais e outras.

Ler mais...