“Hexentric” (em ORC) e “Phileas Fogg III” (em OPEN) foram os campeões da “Atlantis Cup” 2019

Tripulação do “Hexentric”, embarcação vencedora na Classe ORC, tendo como ‘skipper’, José Henrique de Sousa Freitas

A 31ª “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” (“AC-RA”) navegou bem e chegou a bom porto, o que é uma fortíssima razão para estarmos todos satisfeitos!” Foi com esta congratulação que José Decq Mota, Presidente da Direcção do Clube Naval da Horta (CNH) – Entidade Organizadora deste evento náutico, realizado desde 1989 – iniciou a sua intervenção no Jantar de Entrega de Prémios da “AC-RA” 2019, que decorreu na noite desta terça-feira, dia 06, no Azoris Faial Garden Resort Hotel (antigo Hotel Fayal).

Este Responsável saudou a Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA), Ana Luísa Luís; a Directora do Turismo dos Açores, Marlene Medeiros, em representação do Presidente do Governo Regional dos Açores; o Presidente da Câmara Municipal da Horta, José Leonardo Silva; o Director da Marina, Armando Castro; o Presidente do Clube Naval de Ponta Delgada, Pedro Moura; os deputados regionais, as Autoridades Civis e Militares presentes, bem como os participantes e membros da Organização da “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” 2019.

ac2019 jantar ent premios 1

José Decq Mota: É tempo de começarmos todos a pensar na 32ª “Atlantis Cup - Regata da Autonomia!”

“Ao estarmos todos aqui, neste último momento de encontro das 22 tripulações que disputaram esta 31ª edição da “Regata da Autonomia”, cumpre-me, em nome do Clube Naval da Horta, agradecer com clareza a todas as Entidades e Empresas que, com os seus apoios, viabilizaram a organização desta “velha” mas sempre nova e aliciante Regata”, sublinhou este Dirigente, que prosseguiu: “O Alto Patrocínio da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores à “Atlantis Cup” conferiu uma dimensão simbólica que deu sentido e energia a esta peregrinação desportiva de veleiros pelas Ilhas dos Açores. A actuação criativa e muito construtiva da Presidente da ALRAA, desafiando, em 2013, o CNH para levar a “Altantis Cup” a todas as Ilhas dos Açores, deu um novo fôlego a toda a Organização da Regata. Expresso aqui o profundo reconhecimento do CNH pela forma empenhada e activa como a Drª. Ana Luísa Luís tem, na sua qualidade de Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, concretizado este Patrocínio”.

José Decq Mota explicou que o apoio do Governo Regional dos Açores, concedido através da Direcção Regional do Turismo à “AC-RA” e incluído no Contrato-Programa celebrado nos termos do DLR 30/2006, “é justificado pela função que esta iniciativa tem na divulgação desta Região como local muito apropriado para a prática de Vela. Manifestamos o nosso sentido apreço por essa valiosa ajuda”.

ac2019 jantar ent premios 7

José Giraldin – e a sua tripulação – ‘skipper’ do “Gustave”, veleiro que arrecadou o 2º lugar na Classe ORC

A Câmara Municipal da Horta e as Câmaras Municipais dos Concelhos onde foram feitas escalas, e que neste ano de 2019 foram Vila do Porto, Ponta Delgada e Angra do Heroísmo, dedicaram uma atenção e um carinho a esta Regata, que muito nos apraz registar e muito agradecemos”, frisou o mais alto Responsável pelos destinos do CNH, que destacou: “A Sociedade Anónima de Capitais Públicos, Portos dos Açores, SA, estrutura pública que gere os nossos portos, concede, desde o início da “Atlantis Cup”, facilidades à Organização e aos participantes, que sabemos serem essenciais à existência da própria Regata. Fica aqui a expressão do nosso reconhecimento.

As Empresas “Zon”, “Hempel” e “Sailazores”, com apoios organizativos e de etapa, dão um importante contributo ao produto final bem apurado que a “AC-RA” tem conseguido ser. Agradecemos reconhecidamente esses apoios”.

Entrando naquilo que é o cerne desta Regata, José Decq Mota referiu “o apoio indispensável” dos Clubes Navais de Santa Maria, Ponta Delgada e Angra Iate Clube, que, sendo como são, “verdadeiros co-organizadores”, com o CNH, da “AC-RA” 2019, assumiram-se como “peças indispensáveis nesta actividade desportiva no mar que tem verdadeira dimensão Regional". "Muito obrigado pela vossa esforçada colaboração”, afirmou este Dirigente.

ac2019 jantar ent premios 6

João Reis e a tripulação do “Celtic Dream”, embarcação que ficou em 3º lugar na Classe ORC

“O CNH saúda calorosamente todos os tripulantes dos 22 veleiros que integraram a frota da 31ª “AC-RA” e que tudo fizeram para que ela fosse uma verdadeira regata com veleiros de cruzeiro. Bastantes são de fora, bastantes são de cá e bastantes são, simultaneamente, de fora e de cá. Os que vieram pela primeira vez já tinham ouvido falar desta Regata. Os que são de outros lugares mas optaram por viver nestas ilhas escolheram a “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” para conhecer melhor este mar que nos rodeia e que nos marca. Os que são de cá e já fizeram muitas “Atlantis Cup” marcam uma presença forte muito relacionada, quer com o gosto que têm pela actividade, quer com a vontade que sempre tiveram em reforçar a Vela de Cruzeiro dos Açores”, notou o Presidente da Direcção do CNH, que avivou: “Quero dizer a todos que os recebemos com muito gosto e esperamos voltar a vê-los na frota da “AC-RA” de 2020!”

Em nome da Direcção do CNH, José Decq Mota dirigiu palavras “de muito apreço pelo trabalho feito”, ao Director da Prova (Jorge Macedo), às Comissões de Regata e Protestos, aos serviços desportivos, administrativos e de comunicação do CNH e à empresa “Mar de Histórias” que fez a cobertura audiovisual e jornalística da Regata. “Endereço, igualmente, uma palavra de apreço àqueles que coordenaram, colaboraram e montaram a Revista “Atlantis Cup” 2019, que este ano foi publicada em suporte electrónico”, salientou José Decq Mota.

ac2019 jantar ent premios 9

Tripulação e ‘skipper’ (José Paulo da Costa Caseiro) da embarcação “Phileas Fogg III”, vencedora na Classe OPEN

“Mas se é certo que a Regata é feita por quem nela participa e por quem, de dentro, a organiza, também é certo que a sua realização com sucesso, depende da boa e rigorosa acção de todos o que a enquadram, nomeadamente em termos de segurança no mar. Assim, o CNH regista, com gosto, a boa colaboração dos vários serviços da Autoridade Marítima Nacional, sedeados nas ilhas onde a Regata passou, e manifesta o seu grande apreço pela atenção e acompanhamento que o Comando da Zona Marítima dos Açores da Marinha de Guerra dedicou e realizou, através, nomeadamente, do MRCC Delgada”, ressaltou José Decq Mota, que acentuou: “Dedico, ainda, uma palavra de apreço e agradecimento pela atenção que a Estação Costeira da Cooperativa Porto de Abrigo prestou às embarcações da “AC-RA”.

ac2019 jantar ent premios 10

Frederico Rodrigues – ‘skipper’ do veleiro “Soraya”, 2º classificado na Classe OPEN – com a sua Tripulação

“A 31ª “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” está realizada e penso que foi um sucesso em todas as vertentes. É tempo de começarmos todos a pensar na 32ª “Atlantis Cup - Regata da Autonomia!”, concluiu o Presidente da Direcção do CNH.

ac2019 jantar ent premios 11

“Ventosga”, embarcação que ficou no 3º lugar do pódio na Classe OPEN. Leonel Carvalho, ‘skipper’, com os seus tripulantes

Voltando a figurinos anteriores, o percurso da “Atlantis Cup” 2019 contemplou as ilhas de Santa Maria, São Miguel e Terceira, finalizando, como sempre, no Faial, tendo a chegada acontecido em pleno Festival Náutico (da Semana do Mar), organizado pelo CNH.

ac2019 jantar ent premios 2

Directora Regional do Turismo: “O Clube Naval da Horta tem promovido os Açores também através de outros eventos nacionais e internacionais, que experienciadamente organiza”

Marlene Medeiros, Directora Regional do Turismo, disse ser “uma honra” estar presente nesta Cerimónia e saudou “de forma especial” os velejadores. Falando da “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” repisou o facto de este ser “o maior evento de Vela de Cruzeiro realizado nos Açores” – organizado pelo Clube Naval da Horta – associado à Semana do Mar, “um dos festivais mais populares dos Açores, com uma geande componente náutica”.

A Directora do Turismo nos Açores reconhece que “esta Regata tem promovido e projectado os Açores fora de portas”, distinguindo “o importante papel dos clubes navais, com destaque para o Clube Naval da Horta”, ao mesmo tempo que frisou “o empenho e dedicação que o CNH coloca neste evento”, que é, simultaneamente “uma competição e um meio de convívio”. E a propósito da actividade da única instituição náutica do Faial, a governante reforça que “o Clube Naval da Horta tem promovido os Açores também através de outros eventos nacionais e internacionais, que experienciadamente organiza”.

Para Marlene Medeiros, a “Atlantis Cup” é “um tributo ao mar”, funcionando como “ponte entre estas ilhas”.

ac2019 jantar ent premios 3

José Leonardo Silva: “É com gosto que a Cidade-Mar dos Açores, a Horta, vos acolhe (...), em pleno Festival Náutico, organizado pelo CNH” 

José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, dirigiu um cumprimento “muito especial” a todos os participantes na 31ª edição da “Atlantis Cup - Regata da Autonomia”, sublinhando o facto de ela ter contado com velejadores do Faial, Terceira, São Miguel, Continente português, estrangeiros residentes no Faial e até uma tripulação de Macau, que tem um faialense integrado.

“É com gosto que a Cidade-Mar dos Açores, a Horta, vos acolhe, ainda por cima no decorrer da Semana do Mar e em pleno Festival Náutico, organizado pelo CNH com o apoio da Câmara Municipal e de muitos Voluntários”, assinalou o autarca faialense.

O edil exaltou o facto de tudo isto acontecer “na única Cidade dos Açores que pertence ao Clube das Mais Belas Baías do Mundo – de que fazem parte mais de 70 países – sendo a Horta, além de Setúbal, a única cidade portuguesa neste conjunto”.

“Estamos virados ao mar e queremos contar com todos vós no próximo ano”, rematou José Leonardo.

ac2019 jantar ent premios 4

Ana Luísa Luís: “É tempo de esta Regata (...) pôr à prova a sua capacidade de ser inventiva”

A Presidente da Casa da Autonomia – sedeada na Cidade da Horta – expressou o seu contentamento por “mais este sucesso”. E ressaltou: “O CNH tem sido exemplar na experiência e profissionalismo depositados nesta Regata”. Ana Luísa Luís exaltou “a disponibilidade e vontade dos Voluntários”, notando que a “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” “se impôs no panorama regional”, sendo “a mais importante Regata de Vela de Cruzeiro que se realiza nos Açores e uma das mais importantes a nível nacional”.

A governante reforçou a tónica de que “este evento representa as 9 ilhas dos Açores e a Autonomia”, sustentando que “essa unidade deve ser transportada para a nossa vivência diária”. “Esta união através das nossas ilhas foi o mote lançado em 2013 para que a “AC-RA” cruzasse todas as ilhas ao longo de 3 anos”, recordou a Presidente da ALRAA (o que foi finalizado em 2018).

Na sua 31ª edição, a “Atlantis Cup” voltou ao modelo inicial, pelo que Ana Luísa Luís entende que “é tempo de esta Regata – que proporcionou um maior conhecimento das ilhas e convívio entre os açorianos – pôr à prova a sua capacidade de ser inventiva”.

A Presidente da ALRAA sabe que a “Atlantis Cup - Regata da Autonomia” tem “um papel preponderante na divulgação dos Açores”, designando-a como “embaixadora do mar dos Açores” mas defende que “se deve apostar no reconhecimento internacional”.

Ana Luísa Luís destacou “a coragem, o espírito aventureiro, a alegria e o companheirismo dos velejadores”, desejando que “o convívio prevaleça”. E finalizou dizendo: “Tenho a convicção de que nos vamos encontrar em 2020”.

Velejadores já pensam na 32ª edição

Muitos dos velejadores manifestaram vontade de voltar a participar no próximo ano, tendo alguns garantido que vão voltar e trazer muitos outros. Respondendo directamente aos que acham que esta é uma Regata fácil, José Henrique de Sousa Freitas, ‘skipper’ do “Hexentric”, atirou: “Aos que ficaram em casa, quero dizer que se viessem, talvez tivessem ganho e que para o ano provem aquilo que dizem”.

ac2019 jantar ent premios 5

Tripulação do “Hexentric” ao lado de Jorge Macedo, Director de Prova e ex-Director da Secção de Vela de Cruzeiro do CNH 

“Hempel” patrocina “voucher’s’ de tinta para os primeiros classificados de cada Classe

Jorge Macedo, Director de Prova há 10 anos e que há mais de 20 anda envolvido na “Atlantis Cup - Regata da Autonomia”, aproveitou para agradecer publicamente os apoios dados pela “Zon”, “Hempel” e “Sailazores”, bem como às tripulações que levaram câmeras de vídeo e recolheram imagens para divulgação, e ainda à empresa “Mar de Histórias”.

Os vencedores em cada uma das Classes (“Hexentric” - ORC e “Phileas Fogg III” - OPEN) receberam um ‘Voucher’ no valor de 10 litros de tinta, patrocinados pela “Hempel”, destinada a pintar o fundo de um barco até 40 pés. “Trata-se de tinta usada para barcos à Vela de regata”, explica Jorge Macedo, recordando que o patrocínio da desta empresa foi conseguido há 3 anos, na sequência do repto que lançou a um vendedor nacional, para que abraçasse este projecto.

“Sailazores” oferece convívio no Faial

O convívio oferecido pela “Sailazores” aconteceu pelo 3º ano consecutivo. Este ano decorreu segunda-feira, dia 05, no Castelo de São Sebastião, na Horta. A “Sailazores” decidiu entregar prémios a todos os classificados da última etapa da “AC-RA”, que em 2019 foi Angra/Horta. “No primeiro ano foi apenas para o primeiro na linha e este ano já contemplou o 1º, 2º e 3º classificados das 2 Classes, da última perna”, refere o Director de Prova, que, a propósito, realça: “Este é um Evento Social muito importante. Os velejadores adoraram o convívio e os prémios em acrílico, grosso”.

“A Regata superou as expectativas”

“Estou muito contente, porque esta Prova correu muito bem e ultrapassou as expectativas. Estávamos a pensar numa média de 13 a 15 barcos e inscreveram-se 22 num ano sem grandes promoções”, revela Jorge Macedo, que conclui: “Isto é sinal de que as pessoas já vão conhecendo a “Atlantis Cup”. Mas entendo que a Regata precisa de ser melhor promovida”.

E em resposta ao desafio formulado pela Presidente da ALRAA a propósito de voos internacionais, Jorge Macedo responde: “Para que isso aconteça, é preciso que haja uma rectaguarda que faça essa promoção. Esse trabalho não pode ser feito por nós, que somos uns carolas e curiosos, que fazemos tudo por amor à camisola”.

“Gostava de participar na “Atlantis Cup” em 2020”

Quando questionado sobre a sua continuidade como Director de Prova, Jorge Macedo anuncia: “Para o ano gostava de fazer a “Atlantis Cup” como participante, o que aconteceria pela segunda vez. A primeira foi no ano em que a Regata saiu de Santa Maria. Fiz com o Dr. Tomás Alberto e o António Luís no “Trilemus”. Gostava de ter participado já este ano, portanto, convém que a Organização comece a pensar noutra pessoa”.

Quem são os vencedores

Desvendando ou recordando um pouco mais sobre os vencedores da edição de 2019, podemos dizer que a tripulação do “Phileas Fogg III” (1º lugar - Classe OPEN) vem da Nazaré, tendo participado este ano pela primeira vez na “Atlantis Cup”.

O “Soraya” (2º - OPEN), veleiro faialense, é um ‘habitué’ nestas andanças, ao passo que o “Ventosga” (3º - OPEN)  é de Lisboa, já veio anteriormente e assevera que “quer voltar assiduamente”. Jorge Macedo sublinha que “Leonel Carvalho, o ‘skipper’, é sobejamente conhecido, fazendo do transporte de barcos a sua vida profissional”. Leonel Carvalho disputou a Regata toda ao lado do filho.

O “Celtic Dream” (3º - ORC), de João Reis, é da Terceira e também já é habitual nesta competição.  O “Gustave” (2º - ORC) “é uma embarcação clássica, que vem demonstrar que quem anda a sério em ORC consegue ter boas classificações”, realça o Director de Prova, que acrescenta: “O “Gustave” é um barco que anda muito bem à bolina e como a maior parte das mareações foram bolinas, safou-se muito bem e ficou em 2º lugar”. José Giraldin – o ‘skipper’ – é canadiano mas reside no Faial, participando nas regatas organizadas pelo CNH.

O “Hexentric” (1º - ORC), da Terceira, trouxe uma equipa composta por elementos “que já foram campeões do Mundo em Vela Ligeira”, com prestações olímpicas.

A Classificação pode ser consultada aqui.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.